Conhecer as calorias dos alimentos, para elaborar dietas, assim como apreender as calorias dos alimentos para controlar as necessidades diárias. Conhecer os gastos calóricos para emagrecer com exercícios físicos, tendo por base as necessidades calóricas diárias. Calorias controladas através de dietas que permitam emagrecer.


Calorias, calorias, calorias....

Calorias, calorias, calorias. Se perder ou manter o peso faz parte dos seus projetos de vida, provavelmente você não passa um dia sequer sem ler sobre elas nas revistas, na internet e nos jornais, ou sem fazer a matemática de cabeça para que a soma de tudo o que você colocou no prato não ultrapasse as recomendações dadas pelo seu nutricionista. De tanto fiscalizar o seu consumo, elas acabam se tornando um verdadeiro pesadelo para muita gente. E, de fato, elas pesam na balança, mas estão longe de ser esse bicho-papão que assusta boa parte dos adultos, e agora até adolescentes.
“Você não deve encará-las desse jeito de maneira alguma. As calorias são necessárias para que haja vida. Sem energia, o organismo não consegue realizar suas atividades.
Por isso, tenha na cabeça que o problema só ocorre quando a ingestão de calorias é maior do que a necessidade do seu corpo”, diz Maria Fernanda Elias, nutricionista da Nestlé e doutoranda em Nutrição Humana Aplicada pela USP.
Mais do que uma moeda na economia do ganho e da perda de peso, as calorias são uma medida de calor (é daí, inclusive, que vem o nome delas) e têm um papel importante para o corpo. “Ela é uma unidade de medida definida como a quantidade de energia necessária para elevar a temperatura de 1 g de água de 14,5ºC para 15,5ºC.
Essa energia nada mais é do que a capacidade de realizar trabalho, e o nosso corpo precisa dela para manter funções vitais como batimentos cardíacos, respiração, manutenção da temperatura corporal e dos tecidos, funcionamento do sistema nervoso e também para a realização de atividades físicas. Daí a caloria ter tanta importância”, esclarece Fabiana Honda, nutricionista da PB Consultoria em Nutrição.
Outra conclusão óbvia que se tira a partir do fato de que as calorias são uma medida de calor é que não passa de bobagem a ideia de que existem calorias negativas.
“Esse termo, na verdade, não faz sentido, pois não existe um alimento que forneça quantidade de energia menor do que zero. Entretanto, ele é muitas vezes usado para se referir a situações nas quais o organismo gasta mais energia para metabolizar o alimento do que a quantidade de energia presente nele, como quando se consomem algumas frutas e hortaliças”, explica Maria Fernanda. Ou quando se toma água gelada. Apesar de a água não conter calorias, o corpo gasta energia para metabolizá-la.

Sabe quais as dietas mais populares? Conheça-as:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL